O nosso Djarfogu virtual almeja ser o ponto de encontro de foguenses e amigos di Nós Stimadu Djarfogu independentemente da simpatia político-ideológica, credo ou outro elemento que nos possa diferenciar neste rico, maravilhoso e latente universo cultural foguense que se estende de Ladjeta, tâ pasâ pa Praia, Europa, tê Merka.
mais

Participe e dê o seu contributo nos debates deste Fórum.

entrar

Qual é a sua opinião sobre a ideia do Projecto Portal da Ilha do Fogo?
 
A INFLUÊNCIA DO PROFESSOR E DA UNIVERSIDADE NA criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
Classificação: / 5
FracoBom 
Escrito por LA   
24-Ago-2011
É comum hoje em Cabo Verde no dia-dia ouvir relatos de alunos universitários de diferentes cursos e universidades acerca do comportamento de professores em sala de aula, tais como: "o professor não tem didática e suas aulas são muito chatas";"parece que o professor nem prepara a aula"; "o professor chega e lê um texto ou parte de um livro e temos de ficar apenas ouvindo, sem poder falar nada"; "quando a aula fica cansativa demais e há conversas paralelas ele é grosseiro e diz que o aluno não tem compromisso", entre outros comentários.
 Muitos questionamentos têm sido levantados pelos alunos sobre a postura do professor diante da sua responsabilidade com o ensino/aprendizagem. Assim, buscar explicações para o porquê dos professores universitários, em geral, estarem sendo centro das indagações dos alunos hoje em Cabo Verde,especificamente no que concerne à sua prática pedagógico-didática, sua postura e compromisso na sala de aula e não só.  


Não é nenhuma novidade dizer que a educação é um dos mais importantes instrumentos de modificações sociais, bem como impulsionador do desenvolvimento humano integral, com capacidade de transformar o homem num ser pensante,crítico, enfim, um cidadão pleno e digno. Assim, a educação tem a finalidade de formar pessoas capazes de analisar, compreender, ser crítica e ter responsabilidade diante da sociedade e de levar avante tanto o progresso individual quanto social.
  


Nos últimos tempos, as transformações que a sociedade tem experimentado trazem desafios enormes para a educação de modo geral. Em um sistema globalizado de extrema competitividade e ao mesmo tempo exigindo perfis de formação flexíveis, o mercado de trabalho Caboverdeano espera, na perspectiva de uma formação universitária, pessoas que desenvolvam ao máximo suas capacidades e habilidades.
  


Inovação, criatividade, rapidez nas tomadas de decisão, capacidade de raciocínio, imaginação criativa, capacidade de análise, liderança, busca contínua pelo aprendizado, conhecimento e domínio de tecnologias da informação,entre outros, é o mínimo que se exige do profissional numa sociedade que requer a cada instante uma qualificação universitária adequada, prova disso é o funcionamento e atendimento deficitária da administração pública Caboverdeana,que deveria estar mais madura com inumeras universidades que oferecem e formam centenas de profissionais anuais no país.
  


A sociedade Caboverdeana espera que as universidades e o corpo docente tenham maior comprometimento, responsabilidade e amplitude no exercício de sua função social, cultural e educativa, de modo que contribua para a formação de cidadãos mais competentes e posicionados para o mercado de trabalho, cidadãos com caracteristicas de pensadores que não abandona o barco a primeira tempestade de aparecer.
  


A compreensão do papel do professor universitário inclui uma dinâmica que oportunize a todos, tanto professor como aluno, um ensino que predomine o ensinar, o aprender, o respeito mútuo, o qual facilitará a aprendizagem,estabelecendo um ambiente de relações educativas democráticas voltadas para a participação, sendo um elo para o desenvolvimento da sociedade, do ensino,pesquisa, extenção e publicação.
  


Deste modo, levanto os seguintes problemas: Quais são as características essenciais ao bom professor sob o ponto de vista dos universitários Caboverdeanos? Quais as influências do perfil do professor universitário na formação dos universitários Caboverdeanos? Qual a linha pedagógica predominante na maior parte dos professores universitários Caboverdeanos e sua influência no aprendizado?
  


Do ponto de vista particular talvés o bom professor universitário é aquele que contribui com criatividade e inovação para que o aluno aprenda a pensar com os instrumentos conceituais próprios de seu campo do saber e a atuar na realidade de forma prática e objetiva, o perfil do professor universitário exerce significativa influência na formação dos seus alunos, refletindo em sua posterior atuação profissional, segundo alguns alunos contatados a linha pedagógica predominante no ensino universitário Caboverdeano é a tradicional e o resultado dela é um ensino/aprendizagem deficiente.
  


Só pra ter uma ideia, o quarto e o quinto ano na universidade em Cabo Verde de uma forma geral, é um inferno dos alunos, que acabam desnorteado com o arranjar de estágios e o trabalho monográfico, tudo por incompetêcia das universidades que não apresentam segurança e clareza nas suas parcerias com os sectores sociais onde os estagiários podem perfeitamente se encaixar.



Quanto a monografia, é um total desrespeito aos alunos. Professores querem somente prestar os serviços das suas orientações de uma forma virtual (internet), o que é um absurdo para comunidade cientifica, para sociedade e claro para os que querem dar brilho a uma pesquisa cientifica.




E ainda é angustiante não somente isso,como também a data de apresentação da monografia, que continua a ser nas universidade de cabo verde um verdadeiro falta de respeito com os alunos, a marcação da apresentação da monografia dure 1 ano, já tem caso em que demorou 2 anos, tudo isso por vários motivos, os alunos saem sempre prejudicados nesta barbaridade.
  


Por isso deixo para reflexão, até que ponto as universidades Caboverdeanas e os docentes dos mesmos, quer do público, quer do privado, se esforçam para uma formação universitária que não deixe dúvidas no seio dos alunos após o termino da formação?
 


E até que ponto contribui para a formação de pensadores nas universidades, e não estudantes que completam as suas formações e se dedicam simplismente ao mundo do trabalho sem vínculo com a ciência, sem valorização do cientifico, discurso técnico, sem reciclagem e sem tempo para reflexões profundas?
  


Para que tenhamos alunos e futuros pesquisadores, temos que ter professores  pesquisadores, e uma instituição de ensino que investe em Ensino, Pesquisa, Extensão e Publicação. Tudo isto deixa a desejar no seio das nossas instituições de Ensino Superior ˝ (Lucilio Alves).
                                                                                                                        
                                                                                                                        LucilioAlves
 
Comentarios (0)Add Comment

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley

Copyright 2007. All Rights Reserved.
busy
 


Investir na Ilha do Fogo


Consulte aqui o seu email: nome@fogo.cv

entrar

Publicite aqui
Publicite aqui
Publicite aqui

copyright © 2017 Portal da Ilha do Fogo
Home