quarta-feira, 21 abril 2021

N Notícias

Instalação de estufa no centro de formação de Ponta Verde concluída dentro de três semanas

A montagem de uma estufa de 650 metros quadrados nas proximidades do Centro de Formação Profissional de Ponta Verde para apoiar os formandos do curso de gestão da produção agropecuária será concluída em três semanas.

O director do centro para as ilhas do Fogo e da Brava, António Cardoso, disse à Inforpress que a instalação da estufa, que comporta quatro divisões, ocorre num tracto de terreno de mil metros quadrados disponibilizado por um privado, sublinhando que o mesmo irá funcionar como campo de ensaio, experiência e laboratório de aprendizagem dos formandos do curso agro-pecuário.

A montagem da estufa e do sistema hidráulico teve início no dia 01 de Março e a previsão é para estar pronta a funcionar dentro de três semanas, sendo que a parte de montagem conta com a participação dos formandos do centro de Ponta Verde.

Segundo o mesmo, a instalação da estufa conta com financiamento do Fundo de Promoção do Emprego e de Formação.

O sector agro-pecuário é uma das áreas prioritárias para o desenvolvimento técnico-profissional dos jovens para o seu ingresso no mercado e consequente aumento de criação de renda para o País, de acordo com um estudo de levantamento das necessidades de formação profissional.

Além da instalação de estufa, iniciou a pintura das instalações do centro de formação profissional de Ponta Verde por um grupo de formandos surdos-mudos, que concluíram uma acção de formação na área de pintura, através de um protocolo celebrado entre o centro e a Associação Água para Viver, que financiou kits de pinturas para os cinco formandos surdos-mudos, no valor de aproximado de 150 mil escudos visando a promoção de auto emprego.

Inforpress/Fim

Comments powered by CComment

Agenda/Eventos

No events

Diáspora

Crónicas

Carta do Leitor

Guia Turístico

Inquérito

Nothing found!

logo fogoportal white

Um espaço privilegiado de convívio, de diálogo, de divulgação de opiniões acerca de tudo o que tem a ver com a Ilha do Fogo; um canal de ligação e de “mata sodadi” de todos os foguenses espalhados pelo mundo fora e que se preocupam com o desenvolvimento do seu torrão natal. (Editorial)