O nosso Djarfogu virtual almeja ser o ponto de encontro de foguenses e amigos di Nós Stimadu Djarfogu independentemente da simpatia político-ideológica, credo ou outro elemento que nos possa diferenciar neste rico, maravilhoso e latente universo cultural foguense que se estende de Ladjeta, tâ pasâ pa Praia, Europa, tê Merka.
mais

Participe e dê o seu contributo nos debates deste Fórum.

entrar

Qual é a sua opinião sobre a ideia do Projecto Portal da Ilha do Fogo?
 
Mundiais de atletismo: Nélson Évora conquista o quinto lugar criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
Classificação: / 0
FracoBom 
Escrito por AB   
05-Set-2011

O luso-cabo-verdiano Nelson Évora disse ter "cumprido os objectivos" nos Mundiais de atletismo, em Daegu, Coreia do Sul, frisando que estava longe de imaginar que iria conseguir o quinto lugar no concurso do triplo salto.

Nelson Évora afirmou no final da prova que aconteceu este domingo, 04, "não imaginava, há um mês e meio, que iria ficar em quinto lugar no campeonato do Mundo".

O campeão olímpico, que saltou 17,35 metros ao primeiro ensaio, comentou que "foi uma participação espectacular", sublinhando a evolução registada nas "pouquíssimas provas" em que marcou presença.

"Comecei com 16,99 nos campeonatos de Portugal, 17,31 nas Universíadas e agora 17,35. Quantos saltos os outros não fizeram acima dos 17 metros para estarem aqui com esta consistência?", questionou.

Em contrapartida, Nelson frisou que, apesar dos poucos saltos realizados esta época, conseguiu mostrar consistência, embora admitindo que "esta marca deveria ter surgido em Maio/Junho para que pudesse chegar aqui bastante mais sólido para fazer bons resultados".

Campeão do Mundo em 2007 e vice em 2009, o atleta do Benfica explicou que entrou bem na prova, "sem nervos", mas que lhe faltou "rotina e treinos de resistência de salto" no restantes cinco ensaios, todos válidos, mas abaixo dos 17 metros.

"Estive bem. Não arrisquei tudo no primeiro salto. Foi um salto para marcar e entrar em competição. E depois foi arriscar tudo, não me saiu da melhor forma", salientou, indicando que irá "trabalhar muito e treinar os pormenores para que no próximo ano possa defender o título olímpico".

O atleta observou ainda que "este tipo de marcas" lhe dá "boas perspectivas para atingir objetivos de carreira". "Se eu estivesse bem, acho que seria capaz de tudo. Acho que há que tirar boas conclusões. Consegui fazer 17,35 [metros] e, embora não tenha sido o melhor salto, dá-me boas indicações para a próxima época e perspetivas de que promete", sublinhou, já a "pensar nos Jogos Olímpicos".

Com um máximo pessoal de 17,74 alcançado nos Mundiais de Osaka’2007, Évora não chegou às medalhas, mas acabou por conseguir o melhor resultado da selecção portuguesa, depois do sexto lugar de Susana Feitor nos 20 km marcha e de Marco Fortes no lançamento do peso.
 
 
 


Investir na Ilha do Fogo


Consulte aqui o seu email: nome@fogo.cv

entrar

Publicite aqui
Publicite aqui
Publicite aqui

copyright © 2017 Portal da Ilha do Fogo
Home