O nosso Djarfogu virtual almeja ser o ponto de encontro de foguenses e amigos di Nós Stimadu Djarfogu independentemente da simpatia político-ideológica, credo ou outro elemento que nos possa diferenciar neste rico, maravilhoso e latente universo cultural foguense que se estende de Ladjeta, tâ pasâ pa Praia, Europa, tê Merka.
mais

Participe e dê o seu contributo nos debates deste Fórum.

entrar

Qual é a sua opinião sobre a ideia do Projecto Portal da Ilha do Fogo?
 
Sala de recenseamento eleitoral inaugurada em Lisboa criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
Classificação: / 0
FracoBom 
Escrito por AB   
11-Ago-2010

O embaixador de Cabo Verde em Portugal, Arnaldo Andrade Ramos, inaugurou ontem, 10, oficialmente em Lisboa, a pequena sala de recenseamento eleitoral na Embaixada de Cabo-Verde equipada com equipamento biométrico novo e que funciona logo juntos aos serviços consulares.

embaixador_cv_na_pt.jpeg

Em declarações à Agência Lusa, Arnaldo Andrade Ramos destacou a importância do processo de recenseamento eleitoral, que "foi alargado até 26 de Novembro", e vai permitir que os cabo-verdianos na diáspora "tenham oportunidade de se exprimirem e participarem como cidadãos na definição do futuro do país".

Conforme explicou, "preparamos este momento há meses, teve aspectos técnicos relativamente complexos que tiveram de ser superados: equipamentos novos e formação de gente, mas felizmente chegamos ao ponto em que já é possível começar finalmente o recenseamento eleitoral na diáspora".

Salientando que Cabo Verde tem vindo a "progredir e tem avançado a olhos vistos, graças à contribuição de todos", Andrade Ramos pediu que o "máximo número possível de cabo-verdianos se inscrevam e possam dar a sua opinião".

Até o momento, de acordo com o embaixador cabo-verdiano, " não é possível fazer uma estimativa" sobre a adesão, mas manifestou-se confiante de que ela seja “grande”.

A conselheira da Embaixada e Presidente da Comissão de Recenseamento Eleitoral em Portugal, Maria Cristina Pereira, lembrou à Lusa que durante a manhã de ontem "já se tinham iniciado as operações de recenseamento para testar o sistema".

Para esse efeito, precisou, vários funcionários da Embaixada foram recenseados: "A partir de hoje começamos, sim, a fazer o recenseamento para todo os cidadãos, principalmente os que estejam a residir em Lisboa", disse.

"Vamos ter postos fixos a funcionar onde existem consulados honorários, designadamente no Porto, em Coimbra, Setúbal, Portimão e também em Sines", adiantou.

Entretanto, segundo a mesma, para o arquipélago dos Açores "ainda está a ser trabalhada uma estratégia específica", adiantou Maria Cristina Pereira.

 
 


Investir na Ilha do Fogo


Consulte aqui o seu email: nome@fogo.cv

entrar

Publicite aqui
Publicite aqui
Publicite aqui

copyright © 2017 Portal da Ilha do Fogo
Home