O nosso Djarfogu virtual almeja ser o ponto de encontro de foguenses e amigos di Nós Stimadu Djarfogu independentemente da simpatia político-ideológica, credo ou outro elemento que nos possa diferenciar neste rico, maravilhoso e latente universo cultural foguense que se estende de Ladjeta, tâ pasâ pa Praia, Europa, tê Merka.
mais

Participe e dê o seu contributo nos debates deste Fórum.

entrar

Qual é a sua opinião sobre a ideia do Projecto Portal da Ilha do Fogo?
 
O VOTO COMO UM MOMENTO POLÍTICO HISTÓRICO DA ILHA DO FOGO criar PDF versão para impressão enviar por e-mail
Classificação: / 3
FracoBom 
Escrito por Lucilio F. Alves   
04-Set-2009
O desdobrar de um olhar para além da própria política...
 


A Ilha do Fogo está experienciado um momento politico histórico. Hoje em dia, em plena batalha eleitoral observa-se um fenômeno singular que ocorre devido tanto a sua condição demográfica quanto também devido a forma de organização econômica dos municípios que tem em seu eixo fundamental ainda o funcionalismo publico, mas principalmente pela oportunidade que cada eleitor tem e percebe que tem de influenciar diretamente no resultado da disputa eleitoral e com isso afetar no modo global da organização dos municípios.

 


Existe portanto um sentimento presente em cada eleitor de que seu voto possui uma recompensa direta, fato inegável e que pode ser facilmente observado através de uma conversa com os eleitores. Por recompensa direta entende-se aqui não simplesmente o famoso toma-la da-cá e a compra de votos, que não deixam de existir em qualquer processo eleitoral em qualquer lugar, em Cabo Verde e no mundo queixem- se o quanto puder.

 


Principalmente dos outros porque isso parece não predestinado a desaparecer, mas por recompensa direta ressaltamos que cada eleitor tem o pleno engajamento e sente-se realmente implicado no processo eleitoral. A paixão é tão grande em ambos os lados (PAICV e MPD) que me divirto muito quanto escuto falar que numa determinada reunião de uma coligação existiam ali infiltrados ou disfarçados, diversos opositores e que por isso o numero de participantes de um comício ou reunião não conta, acredito sim que muitos indecisos ou foliantes possam levar bandeiras e subirem nos carros, mas verdadeiros opositores sinceramente não se dão a esse papel, afinal ninguém deseja aumentar ainda mais a festa do outro.

 


O que me motiva a fazer tais observações é o fascínio de poder ver e experienciar esse momento politico da Ilha do Fogo, e tentar entender como ele se desdobra a partir de um outro olhar para além da própria politica em si, e sim tentar compreender através do próprio fenômeno da experiência humana de se posicionar politicamente e sobre que condições isto se dá.

 


Para isso é necessário primeiramente nos desfazermos de nossas couraças da moralidade e daquilo que as visões higiênicas e conscientizadoras tendem a fazer do voto. Não negando é claro a legitimidade dos discursos que almejam  dar ao voto o caráter ético e racional, mas negando que ele é influenciado por tais critérios. Isto quer dizer que apesar de perfeitamente podermos analisar um candidato por seus méritos administrativos ou intelectuais, o que pode ser bastante válido em certo sentido, contanto que possamos admitir que sempre votamos por razões sentimentais.

 

L.F. Alves

Fortaleza - Brasil, Agosto de 2009

Comentarios (1)Add Comment
...
escrito por pedro amado, Fevereiro 16, 2010
MEU CONTERANIO,ISTO É ASSIM EM TODA A PATEsmilies/cheesy.gifIGAMOS É
DEMOCRATICO ESTA POSTIRA DO ELEITORADO.vIVO NUM PAIS
ONDE TODA A GENTE DIZ QUE TEM A MELHO DEMOCRACIA DO
MUNDO,E AS OCURRENCIAS QUE FRIZOU E MUITO BEM,SAO
FREQUENTES.

gUTEMBURGO.SUÉCA
sAUDACOES AMIGAS

Escreva seu Comentario
quote
bold
italicize
underline
strike
url
image
quote
quote
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley
Smiley

Copyright 2007. All Rights Reserved.
busy
 
 


Investir na Ilha do Fogo


Consulte aqui o seu email: nome@fogo.cv

entrar

Publicite aqui
Publicite aqui
Publicite aqui

copyright © 2017 Portal da Ilha do Fogo
Home